Projetos pessoais: o que isso tem a ver com minha carreira?

Planos e projetos pessoais nascem no meio de possibilidades, esperanças, motivações e perseveranças e, se tivermos uma visão um pouco mais ampla, perceberemos que as raízes para a maior parte dos nossos planos são catequizados pelas perspectivas na carreira

996

Tem muito a ver. Normalmente nossos planos e projetos pessoais nascem no meio de possibilidades, esperanças, motivações e perseveranças e, se tivermos uma visão um pouco mais ampla, perceberemos que as raízes para a maior parte dos nossos planos são catequizados pelas perspectivas na carreira.

Comprar um carro, uma casa ou uma bicicleta, na visão da maior parte das pessoas, depende unicamente, por exemplo, do valor da remuneração mensal e das perspectivas de continuidade do emprego.

É justamente por esse motivo que muitas vezes temos grandes frustrações e acabamos perdendo a crença em nós mesmos.

Seria realmente fantástico se pudéssemos ter a certeza da realização de nossos planos, porém a realidade é que grande parte deles acabam se tornando um pesadelo.

Existe uma coisa no mundo sobre a qual não podemos ter controle: a passagem do tempo. Desde que nascemos, por mais que tentemos estancá-lo e retrocedê-lo, ele continua invariavelmente progredindo e passando.

A diferença está em como aproveitamos e dirigimos nossas vidas ao longo do tempo.

Existem alguns passos que podem ser seguidos para amenizar a ansiedade e, por consequência, a frustração diante das situações com as quais sonhamos.

Administre seu tempo e planeje

Não basta apenas saber o que quer e sair por aí simplesmente fazendo o que acha correto. Coloque metas no percurso e se dê o direito de alcançá-las uma de cada vez. Isso fará com que você não percorra o caminho de forma tortuosa. Um cuidado importante é colocar metas que não dependam de outras pessoas. Isso não quer dizer que outras pessoas não possam fazer parte dos seus planos, mas atingi-los deverá depender somente de você.

Planejar onde se quer chegar através das metas é quase como brincar de ligar os pontos para desenhar uma figura. Lembre-se: mais importante do que saber o que você quer é definir o “como fazer”.

Analise profundamente se você está estabelecendo metas que são possíveis e viáveis e estão de acordo com a sua realidade de hoje.

Liberte

Outra coisa que atrapalha e muito o caminho é o medo. As pessoas só sentem medo quando estão inseguras em relação a uma decisão a ser tomada, e essa insegurança, em quase 100% das vezes, está intimamente ligada à falta de planejamento. Esse mesmo medo faz com que procrastinem cada vez mais seus sonhos, deixando a sensação de incapacidade cada vez maior.

Discipline

Fundamental para que as duas etapas anteriores tenham bons resultados. As metas traçadas, que foram definidas desde o início, devem ser alcançadas no tempo, ou muito próximo dele. O alcance das metas trará uma sensação de conquista e lhe dará forças para prosseguir e alcançar as próximas.

Dentro desta disciplina também deve estar o foco. Não fique pensando nas metas que virão depois que alcançar a primeira, pois isso causa ansiedade e provavelmente atrapalhará o decorrer do caminho. Seja específico para que somente a próxima meta esteja na sua cabeça.

Todos esses passos farão de você uma pessoa mais segura não só na vida pessoal, mas também na vida profissional. Você terá mais tempo com seus amigos e famílias, alcançará maior número de sonhos e será mais feliz.

Se não levarmos em conta os passos acima, a probabilidade de insatisfação com o trabalho também será muito maior. Normalmente as atitudes que temos conosco são reveladas e repetidas na maior parte dos ambientes sociais em que vivemos.

Com esse tipo de planejamento, você poderá inclusive, realizar uma virada na carreira, sem torná-la abrupta, reduzindo as possibilidades de frustração e erro, pois deixará de tomar decisões apenas por impulso. Esse tipo de planejamento é quase um treinamento para ser proativo e também o guiará no caminho do autoconhecimento.

Tendo autoconhecimento também, você terá consciência de seus limites e poderá estabelecer metas para que torne tais limites transponíveis.

Então, aqui, criamos um ciclo que o tornará uma pessoa melhor e, por consequência, um profissional mais competente, simplesmente porque conseguirá ter foco, planejamento, estabelecer metas, ser proativo e também ser qualificado não só para a empresa em que trabalha, mas para você mesmo.