Ano após ano, a tecnologia de processadores móveis evolui e supera a geração anterior. Isso é comum do mercado de celulares; o que não é comum é esta situação peculiar: um celular misterioso e ainda sem nome tomando a ponta como aparelho mais rápido do mundo.

A marca impressionante vem da Xiaomi, empresa chinesa que já se estabeleceu como uma das maiores fabricantes do planeta mesmo quase sem presença no Ocidente. Um aparelho de codinome “Blackshark” foi listado no AnTuTu com uma pontuação impressionante de 270.680.

Outro ponto importante é que o resultado coloca o tal Blackshark acima do já aguardado Galaxy S9, que deve ser o primeiro celular a chegar ao mercado com o processador Snapdragon 845, o chipset top de linha da Qualcomm. Os primeiros testes prévios do modelo da Samsung mostram uma pontuação na casa dos 265.000.

O benchmark também mostra as especificações que podemos esperar do Blackshark, que também deve contar com um processador Snapdragon 845, com uma GPU Adreno 630, 8 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento interno. O aparelho roda o Android 8.0 e conta com tela 2160×1080, com proporção 18:9, que indica que o modelo deve seguir a tendência de bordas mínimas como os principais tops de linha do momento.

Para efeito de comparação, os iPhones lideram o ranking mais recente do AnTuTu, publicado em outubro, graças ao potente processador A11 Bionic. O iPhone 8 aparece na segunda posição com 212.175 pontos, com a liderança caindo nos ombros do iPhone 8 Plus, que tem 3 GB de RAM em vez de apenas 2 GB, com 217.385 pontos. O iPhone X não figura no ranking por ter sido lançado em novembro, mas os testes mostram que seus números são parecidos com o do 8 Plus.

Ainda segundo o ranking, o Android mais poderoso do momento é o OnePlus 5, com 181.047 pontos; a pontuação já deve ter sido superada pelo OnePlus 5T, com testes que superam os 200.000 pontos em testes independentes.

Fonte: OlharDigital

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry